9-13h, 14-18h
CONTACTO
Já é cliente?

Inicie sessão para aceder à sua área privada

Sustainability, dispa, Notícias, Comunicação Visual, Produtos

Nem todos os plásticos são maus

02 jul 2021 —
Imprimir
banner plasticos

Durante décadas, o mundo confiou na utilização de PVC, ou policloreto de vinilo. Não há quase nenhum sector que não se tenha tornado fortemente dependente deste derivado do petróleo, e já não podemos ignorar o seu impacto letal no nosso planeta. Alguns especialistas prevêem agora que até 2050, haverá três vezes mais plástico nos oceanos do mundo do que peixe!

Durante décadas, o mundo confiou na utilização de PVC, ou policloreto de vinilo. Não há quase nenhum sector que não se tenha tornado fortemente dependente deste derivado do petróleo, e já não podemos ignorar o seu impacto letal no nosso planeta. Alguns especialistas prevêem agora que até 2050, haverá três vezes mais plástico nos oceanos do mundo do que peixe!

Sendo parte de uma indústria que tem sido particularmente dependente dos plásticos, sentimos que temos uma responsabilidade. Embora o mercado da Comunicação Visual represente apenas 1% do consumo de plástico, nós na Antalis acreditamos na liderança pelo exemplo!

A sinalética em PVC é classificada como resíduo perigoso e prejudica o ambiente, libertando cloro e dioxinas. O PVC leva mais de 450 anos a biodegradar-se quando enterrado em aterros e liberta o mesmo poluente quando incinerado.

 

Conduzir e comparar análises do ciclo de vida (LCAs) está a ajudar-nos a entender melhor o quanto certos produtos podem prejudicar o ambiente, levando-nos a rever algumas das nossas práticas.

 

Entre as diferentes alternativas, tais como materiais biodegradáveis, acreditamos firmemente que encorajar uma economia circular poderia ser uma solução para o desafio dos plásticos. Os benefícios de uma economia circular são triplicados.

 

  • Porque os materiais fluem constantemente dentro de um sistema de ciclo fechado, uma economia circular ajudaria a minimizar a nossa dependência de combustíveis fósseis para produzir continuamente plástico virgem.
  • Também faria com que os resíduos plásticos deixassem de ser prematuramente depositados em aterros, em vez de serem reciclados. Apenas 14% das embalagens de plástico utilizadas globalmente são recicladas, enquanto 40% acabam simplesmente em aterros sanitários.
  • Finalmente, 32% das embalagens de plástico utilizadas a nível mundial acabam por poluir directamente vários ecossistemas.

 

Uma economia circular para os plásticos pode ter ainda mais a oferecer. Existe uma oportunidade real de reciclagem química, capaz de transformar garrafas de plástico e vestuário de poliéster em PET de qualidade alimentar. A Antalis está actualmente empenhada na implementação dos princípios da economia circular, especialmente no que diz respeito à Comunicação Visual e à actividade de embalagem. Através da colaboração, acreditamos na criação de círculos virtuosos que ofereçam um futuro sustentável, rentável e escalável para todos os atores ao longo da cadeia de valor. Estamos constantemente a monitorizar oportunidades para trazer à tona novas soluções utilizando matérias-primas recicladas e muito em breve estaremos a lançar novos produtos com este critério. Veja este espaço para se manter actualizado.