Meio ambiente

Environment_su_guia_medioambiental_producto-eco-responsable_259x194.jpg

Definição  de um produto eco-responsável segundo a Antalis

Antalis, como distribuidor líder de produtos respeitosos com o meio ambiente, estabeleceu uma definição própria do que considera ser um produto eco-responsável.

Esta definição assenta em dois elementos fundamentais – a origem das matérias primas e o seu processo de fabrico – incorporando requisitos claros para ambos, em relação ao seu impacto meio ambiental.

Estes dois factores, a origem da fibra e o processo de fabrico, representam os dois principais impactos meio ambientais no ciclo de vida do papel.

 

ORIGEM DA FIBRA

As matérias primas utilizadas no fabrico do papel provêm principalmente da madeira. Para que um produto seja eco-responsável, as fibras de madeira devem cumprir um dos seguintes requisitos:

Ter origem em fontes responsáveis de acordo com os critérios e normas FSC® ou PEFC. Estas certificações apoiam a renovação da floresta e a conservação dos recursos de madeira. Ajudam também a preservar a principal fonte de absorção de carbono, assim como a biodiversidade e a sustentabilidade das comunidades locais.

Ser 100% reciclado, ou pelo menos 50% reciclado pós-consumo, sempre que a percentagem restante cumpra os requisitos detalhados anteriormente. Isto sustenta a redução do consumo de papel e a reutilização de resíduos de papel. Quanto maior for a percentagem de fibras recicladas que contém o papel, mais eco-responsável este é.

>> Mais informação sobre as vantagens do papel reciclado.

 

PROCESSO DE FABRICO

Uma política de compras responsáveis revela-se inútil se o processo de fabrico não for igualmente responsável. Para que um produto seja definido como eco-responsável, as fábricas que produzem o papel devem possuir uma das seguintes certificações:

ISO 14001: Esta norma proporciona um marco para o desenvolvimento de um Sistema de Gestão Meio ambiental (SGA) e do programa de auditoria de apoio que tem como objectivo ajudar a medir o consumo e a reduzir os resíduos.

Etiqueta Ecológica Europeia: a etiqueta oficial da Comissão Europeia baseia-se no ciclo de vida multi-critério que define critérios específicos em relação à:

Redução das emissões para o ar e para a água,
Redução do consumo de energia proveniente de fontes não renováveis e a minimização do seu impacto meio ambiental,
Redução dos riscos para a saúde e prejuízos meio ambientais relacionados com a utilização de substâncias químicas perigosas,
Utilização de cloro para o branqueamento do papel.

>> Mais informação sobre os sistemas de branqueamento do papel.

 

Na sua definição de produto eco-responsável, Antalis considera que um papel alcança a excelência meio ambiental se contém pelo menos 50% de fibras recicladas pós-consumo, e os restantes 50% contam com a certificação FSC® e PEFC, e além disso conta também com a Etiqueta Ecológica Europeia.